DRA. STEFÂNIA SPORLEDER VIEIRA

Endocrinologia Pediátrica
CREMERS 36072 | RQE 31863

  • Médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

  • Especialista em Pediatria pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA)

  • Especialista em Endocrinologia Pediátrica pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)

  • Membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e da Sociedade Brasileira de Pediatria

  • Preceptora no Ambulatório de Endocrinologia Pediátrica do Hospital da Criança Santo Antônio (Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre)

ATUAÇÃO

  • A Dra. Stefânia é orientadora do ambulatório do SUS de endocrinologia pediátrica da Santa Casa e possui  experiência em casos complexos de distúrbios das adrenais, atrasos no crescimento e no tratamento da puberdade precoce ou tardia.

  • A orientação para hábitos saudáveis, prevenção e tratamento da obesidade infantil é parte fundamental de sua consulta.

  •  Investigação e tratamento de baixa e alta estatura para idade

  •  Avaliação endocrinológica das síndromes de Turner, Prader Willi, Noonan, entre outras

  • Diferenciação Sexual: genitália ambígua, micropênis e testículos não-descidos

  • Alterações da puberdade: precocidade ou atraso da puberdade

  • Obesidade: prevenção, tratamento farmacológico, promoção de alimentação e de estilo de vida saudável

  • Diabetes na infância: tratamento com insulinas e prevenção de complicações

  • Tireoide:  alterações hormonais, nódulos e câncer de tireoide

  • Hipófise: acompanhamento clínico de tumores e distúrbios hormonais da hipófise

  • Metabolismo Ósseo: vitamina D e metabolismo do cálcio

dra-stefania-sporleder-vieira.jpg
clinica-endovie-logotipo.png

Veja a avaliação da Dra. Stefânia no Google

dra-stefania-sporleder-vieira-clinica-endovie.jpg

Crescimento saudável

  • O crescimento de todas as crianças deve ser acompanhado desde o nascimento até a obtenção da estatura adulta, no final da adolescência! 

  • A baixa ou alta estatura para idade pode ser o primeiro sinal de alguma doença endocrinológica ou genética, e pode estar associada a prejuízo social, por isso merece sempre investigação adequada! O atraso no diagnóstico da causa da baixa estatura pode comprometer a altura final na idade adulta.

  • Crianças que nasceram pequenas para idade gestacional (PIG) possuem maior risco de baixa estatura.

Número de crianças acima do peso aumentou 10 vezes nos últimos 40 anos

  • O sobrepeso e obesidade durante a infância estão fortemente ligados à obesidade na vida adulta, a doenças cardiovasculares, ao diabetes e ao risco de câncer. É muito importante revertermos esse processo o mais cedo possível, engajando toda a família no cuidado. 

  • A maior parte dos casos está relacionada a alimentação incorreta e ao sedentarismo

  • Criança "gordinha" não é sinônimo de saúde. Os pais e médicos devem ficar atentos para o ganho excessivo de peso!

  • A avaliação do peso da criança deve ser realizada através de gráficos/curvas de peso para idade ou IMC (peso/altura²): muitas vezes o diagnóstico surpreende os pais!

O paciente com Diabetes tipo 1 requer atenção especial

  • O diagnóstico de Diabetes é uma situação muito delicada para criança e sua família. O acompanhamento médico especializado e humanizado é muito importante para superar esta etapa.

  • O controle dos níveis de açúcar é fundamental para evitar as complicações futuras.

  • O tratamento moderno e especializado do Diabetes melhora muito a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares

  • O paciente com Diabetes em geral passa por períodos de não aceitação da doença e descontrole dos níveis glicêmicos: o atendimento humanizado e técnico é importante para conviver em harmonia com a doença.

A função adequada da tireoide é importante para o desenvolvimento saudável

O hipotireoidismo (falta de hormônios da tireoide) pode causar redução na velocidade de crescimento e baixa estatura.

 

A falta dos hormônios da tireoide também pode comprometer o aprendizado escolar e atrasar a puberdade.

 

Nódulos de tireoide tem maior risco de câncer em crianças, portanto a avaliação especializada é fundamental

 

O hipertireoidismo (excesso de hormônios da tireoide) pode ser grave se não tratado, causando doenças cardíacas, lesões oculares e perda de peso excessiva. 

As síndromes genéticas e a endocrinologia

A Síndrome de Down está bastante associada à distúrbios na tireoide.

 

Crianças com Síndrome de Turner podem necessitar uso de hormônio do crescimento para atingir uma estatura final adequada, além de reposição hormonal para desenvolver a puberdade.

A Síndrome de Prader Willi está associada à obesidade grave e à baixa estatura. O tratamento precoce com Hormônio de Crescimento é fundamental para prevenção de complicações.

 

Algumas síndromes genéticas também causam alterações ósseas e alta estatura.

puberdade.jpg

A puberdade antes do tempo correto pode comprometer a estatura na idade adulta

  • A puberdade precoce corresponde ao surgimento dos primeiros sinais da puberdade antes dos 8 anos em meninas ou antes dos 9 anos em meninos. Ela poder ser manifestação de doenças do sistema nervoso central ou dos ovários/testículos, devendo ser investigada sempre! 

  • O tratamento da puberdade precoce tem como um dos objetivos evitar a baixa estatura na idade adulta.

  • Crianças com alterações corporais típicas da puberdade antes do tempo correto podem apresentar prejuízo social e psicológico.

  • O tratamento de bloqueio do avanço da puberdade é mais eficaz o quanto antes iniciado.